Voltar

GRAVADO: Mariar Um Mar de Poesias

Curtir

Data do Evento

Inteira R$20,00 Meia R$10,00

FALE CONOSCO

Descrição

A artiz\pesquisadora interiorana Natalyne Santos e a atriz, tambem cantora\percussionista Emillie Lapa unem suas trajetórias, que perpassam desde o canto, a relação com os instrumentos percussivos, além da arte-educação e a vivencia afro-cultural num trabalho identitário\ancestral. O espetáculo-poético-musicado Mariar: Um mar de Poesias, que traz em sua essência histórias que se passam no manguezal, vivenciadas por mulheres negras, marisqueiras que tem o mangue como meio de subsistência - trabalho e lazer. O casamento da musica com o teatro e a poesia e a força da ancestralidade negra traduzida na história oral. O espetáculo além de entreter, tem uma grande responsabilidade sócio/educacional/ambiental. De uma forma poética alcança pessoas de todas as idades, com sua dinâmica e sua diversidade rítmica, que inclui ritmos afro-brasileiros. Texto, músicas e atuação de Natalyne Santos e Emillie Lapa.

Emillie Lapa

A multi-instrumentista, atriz, cantora, compositora e arte – educadora Emillie Lapa domina instrumentos como cavaquinho e baixo, mas é na percussão que mora sua paixão, onde faz pulsar a força da sua sonoridade ancestral. A artista soteropolitana é também idealizadora do Grupo de Mulheres Negras com Pandeiro na Mão (2019) fundado a partir da Oficina de Pandeiro o Ritmo da Memória desde de (2007). Além de atuar como diretora musical e instrumentista\performer, de espetáculos teatrais, em destaque, Somos todas Clandestinas (2015) Gusmão O Anjo Negro e sua Legião (2017) e Contos de Azeviche (2019).

Natalyne Santos

Natalyne Santos nasceu na cidade de São Francisco do Conde, em 1989. Atriz, Pesquisadora, Arte-educadora, Licenciada em Teatro pela Escola de Teatro da Universidade Federal da Bahia – UFBA. Atua na Comunidade de São Bento das Lages, localizado no Recôncavo de São Francisco do Conde, como mobilizadora e agente cultural, influenciada pelo seu pai, Francisco Paulo dos Santos, mestre de samba de roda. Fundadora e diretora da CNTAP- Companhia Negra de Teatro Infanto-juvenil A Ponte. Tem atuado há 18 anos com o teatro, primeiro através de sua família. Despertou o interesse pela leitura e escrita, sobretudo pela dramaturgia através de sua mãe, Maria da Conceição Pereira. No ano de 2012 começa a se apresentar em alguns teatros de Salvador, como Vila Velha, Jorge Amado, Sesc Pelourinho, Teatro 18, Teatro Gamboa Nova, Sesi rio Vermelho, além do Teatro Martim Gonçalves e outros. Hoje mestranda no PPGAC\ UFBA- Programa de Pós-graduação em Artes Cênicas.

Ficha Técnica

Produção, atuação, composição, voz, percussão, cavaquinho e violão: Emillie Lapa

Produção, composição, direção, atuação, dramaturgia: Natalyne Santos

Técnico de Luz: Natan Lemos

Figurinista: Guilherme Hunder

Imagens: Diiney Araújo 

Designer: Láise Lopes

Diretora de Movimento: Marilza Oliveira

Classificação etária: Livre

 
 
 

Inteira R$ 20,00

COMPRAR

Será realizado no dia 30/09/2022 às 23:59:00 horas

FALE CONOSCO

Meia R$ 10,00

COMPRAR

Será realizado no dia 30/09/2022 às 23:59:00 horas

FALE CONOSCO

Introduction: a UXD Parable

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim reprehenderit in voluptate velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur. Excepteur sint occaecat cupidatat non proident, sunt in culpa qui officia deserunt mollit anim id est laborum.

Copyright 2022 | Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido por

Apoio Financeiro: