Voltar

GRAVADO: Dobra, uma dança origami & Árvore-ser

Curtir

Data do Evento

Inteira R$20,00 Meia R$10,00

FALE CONOSCO

Descrição

Solos compartilhados, um encontro entre a dobra e a árvore

Sob o tecido da pele, a dobra da árvore mostra quanto tempo tem escondida em seus anéis, seus galhos e olhos. Na árvore da dobra as questões de genealogia e gênero arrepiam os pelos. No encontro entre os artistas Ana e Thiago sobressaem dois temas: o corpo árvore, que reflete sobre a nossa relação com os não humanos, sobretudo com as florestas; e o corpo dobra, que desdobra questões das nossas contradições e complexidades enquanto humanos.


Dobra, uma dança origami

Dobra[rastro|corpo|nuvem|coisa]dura
Solo de dança distópica com exageros e reentrâncias. Dobrar muitas vezes. O corpo, o espaço, a normalidade. Tornar-se muitas, labiríntica, múltipla. Dobrar os ventos, as articulações, as vozes, os sentimentos. Um exercício do olhar: ser-se complexa. Com velocidade atravessar denúncias transformações histórias dores risos ironias.

sobre dobra
O ponto de partida é o dissenso. Quando o assunto é dobra, as reentrâncias e os debates são o que mais interessa. Na luta contra a hegemonia, buscamos a pluralidade de percepções.
O corpo não escapa das estruturas hegemônicas e como performamos o gênero é um lugar de disputa. É no corpo que a hegemonia heterossexual modela questões sexuais e políticas. Não há escapatória subjetiva para quem tem corpo. As regras se deitam sobre todas as instâncias do viver, inclusive as mais íntimas. Unida a essa percepção, considero a relação com a imagem nos tempos contemporâneos, no qual estetizamos nossa realidade, assim colonizando nosso inconsciente.
Como é ser uma pessoa complexa, contraditória, multifacetada nesse contexto? Como borrar o mecanismo de catalogação dos corpos, que têm em si vários desejos, impulsos, posturas e temporalidades?
Deleuze escreveu: “um labirinto é múltiplo porque tem muitas dobras. O múltiplo é não só o que tem muitas partes, mas o que é dobrado de muitas maneiras”. Dobra é isso também, relacionada às muitas faces, dobraduras, modos de ser, existir, imaginar.
E nisso, envolver o corpo inteiro: máscara, respiração, relação do corpo com a gravidade, emoções. E se retroalimentar dos movimentos passados para continuar se movendo. Entender assim a identidade como entropia.
Nesse sentido, Dobra provoca e move representações da mulher em direção a outras maneiras de ser/pensar/fazer.

Árvore-ser

Árvore-ser é uma proposta de investigação corpo/poética que surge no vazio gerado em mim durante a pandemia do Covid-19. A investigação parte do estudo do tempo e a relação com as entidades Árvores que seguem resistindo em meio ao caos das cidades. É como um rito de descoberta desse corpo da espera, corpo que busca as raízes, corpo que denuncia a maneira como seguimos destruindo a natureza e de como as cidades viram as costas para essas gigantescas detentoras de histórias e vida. “Entender é parede: procure ser uma árvore" nos disse o querido Manoel de Barros e com isso me deparo com o devir árvore como propõe Manuel, com procedimentos de investigação em dança e poesia e com isso poder chegar a esse Corpo Árvore que nos diz muito sobre a desconexão corpo/natureza que estamos criando enquanto humanidade.

Ficha Técnica

Dobra, uma dança origami de Nabi Brandão
Dança e concepção: Nabi Brandão
Provocadores: João Rafael Neto e Thiago Cohen
Orientações ópticas: Hélio Brandão
Desenho gráfico: Naiara Rezende e Bernardo Oliveira
Luz: Naiara Rezende e Nabi Brandão
Fotos: Alexandra Martins, Ravena Maia e João Rafael Neto
Apoio: Deslimites Mediações Artísticas, Corpo em Casa e Casa Rosada
Trilha sonora: ASMR de papel dobrando, batidas bineurais, “Beba doida” de Gabi Amarantos, “Depois eu penso” de Zé Cafofinho.


Árvore-ser, de Thiago Cohen
Idealização, Dança e Dramaturgia: Thiago Cohen - @thi_cohen
Fotografia e Filmagem: João Rafael Neto - @dancabmx
Edição e Dramaturgia: Naiara Rezende - @nairezende
Trilha sonora: Vinicius de Souza - @vinilxius
Produção executiva: Veronica Navarro - @veronica_daniela_navarro

Inteira R$ 20,00

COMPRAR

Será realizado no dia 30/06/2022 às 23:59:00 horas

FALE CONOSCO

Meia R$ 10,00

COMPRAR

Será realizado no dia 30/06/2022 às 23:59:00 horas

FALE CONOSCO

Introduction: a UXD Parable

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim reprehenderit in voluptate velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur. Excepteur sint occaecat cupidatat non proident, sunt in culpa qui officia deserunt mollit anim id est laborum.

Copyright 2022 | Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido por

Apoio Financeiro: